Publicações
Notícias
19 / Jan / 2021
Bolsonaro desafia Doria a zerar imposto sobre combustível.

Bolsonaro desafia Doria a zerar imposto sobre combustível.

Jair Bolsonaro - presidente da República, desafiou na última sexta-feira (15), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), a reduzir os impostos estaduais sobre combustíveis. O presidente afirmou que reduz os tributos federais sobre combustíveis caso Doria e demais governadores também reduzam os impostos incidentes de competência dos Estados.

"Eu topo zerar todos os impostos federais de combustível. Eu topo, se os governadores fizerem a mesma coisa", disse Bolsonaro em entrevista ao apresentador José Luiz Datena. "Eu zero hoje (os do) governo federal, se o Doria zerar os impostos do combustível, sem problema nenhum", declarou.

Durante uma live nas redes sociais na quinta-feira (14), Bolsonaro citou que tem conversado com os ministérios da Infraestrutura, Economia e Minas e Energia sobre o preço dos combustíveis e do gás de cozinha. Na sexta-feira, o presidente também repetiu que a Câmara de Comércio Exterior (Camex) deverá zerar a tarifa de importação de pneus, em prol de caminhoneiros.

O desafio a Doria sobre os impostos que incidem em combustíveis foi uma reação de Bolsonaro ao aumento do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) em São Paulo. No ano passado, a Assembleia Legislativa (Alesp) autorizou a redução linear de 20% nos benefícios fiscais concedidos a setores da economia como medida de ajuste fiscal.

Nesta sexta-feira, Doria publicou decretos que mantiveram os benefícios fiscais para alimentos, insumos agrícolas e remédios genéricos na cobrança do ICMS. Ele também retirou o limite mensal para isenção do imposto sobre a cobrança de energia elétrica em imóveis rurais. Na avaliação de Bolsonaro, a medida ocorre por "pressão" já que a população estava insatisfeita.

Autor/Veículo: Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis).

Comente essa publicação

Fale Conosco