Publicações
Notícias
24 / Jun / 2021
Cuidados importantes na instalação e abastecimento GNV.

Cuidados importantes na instalação e abastecimento GNV.

O Gás Natural Veicular (GNV) é uma espécie de combustível sob forma gasosa e possui um baixo custo por quilômetro rodado. Ademais é considerado um dos combustíveis mais limpos por emitir uma porcentagem menor de poluentes se comparado aos demais combustíveis. Entretanto, se não tomada as devidas precauções poderá resultar em prejuízos no equipamento ou até mesmo um risco à vida.

Portanto, seguem algumas informações essenciais:

  1. Instalação do kit GNV

A instalação adequada do kit GNV é fundamental para garantir a durabilidade do produto e a proteção de quem o usará. Para tanto, é essencial que a instalação seja feita somente em uma oficina homologada pelo Inmetro e que seja exigida a nota fiscal e o Certificado de Homologação do Inmetro, pois na falta deste, não será possível realizar o registro de conversão pelo Detran.

Para saber se uma oficina é legalizada para a instalação do kit GNV, basta conferir o link: http://www.inmetro.gov.br/infotec/oficinas/.

A revisão do kit e do cilindro devem ser realizadas periodicamente e somente por oficinas homologadas pelo Inmetro. Deve-se tomar cuidado na instalação para que não sejam colocadas peças de má qualidade ou usadas.

É importante que os tubos sejam de aço e próprios para GNV. Quanto aos cilindros deve-se haver um suporte adequado. E, por fim não realize manutenções sozinho e nunca solde os tubos, pois a solda não detém a capacidade de suportar a pressão gerada ao abastecer o carro e pode ocorrer rupturas e vazamento de gás.

  1. Cuidados ao abastecer com GNV

Assim como abastecer com outros combustíveis exigem-se alguns cuidados, com GNV não é diferente. Dentre os cuidados ao abastecer com GNV, provavelmente um dos mais importantes quanto a proteção é sair do veículo ao abastecer.

Embora seja uma regra obrigatória apenas em alguns lugares, a referida medida se mostra essencial haja vista que, em certas ocasiões carros explodiram enquanto eram abastecidos.

Ademais, é importante que o veículo esteja desligado e o freio de mão puxado, bem como todos os componentes elétricos e celulares estejam desligados. Deve-se deixar o porta-malas e capô abertos e é proibido fumar ou ascender isqueiros próximo a área de abastecimento.

O frentista deverá fazer o abastecimento junto a válvula de abastecimento e ao final certificar-se de que a mangueira de abastecimento foi desconectada antes de remover.

  1. A pressão

A Resolução ANP nº 41 de 05/11/2013 estabelece que a pressão máxima ao abastecer com GNV deverá ser de 220 kgf/cm2 e determina ainda que, os postos deverão informar os seus clientes de maneira clara e seguindo o padrão imposto pela ANP.

A referida medida destina-se a preservar a vida útil do kit de conversão, haja vista que, se abastecido em uma pressão superior a 220 kgf/cm2 poderá danificar o cilindro e os demais componentes do kit.

Da mesma maneira, visa garantir a proteção do motorista e das pessoas próximas do local, tendo em vista que há casos de acidentes causados pela aplicação da pressão em um nível excedente ao estabelecido e muitas vezes agregados a má instalação do kit ou até mesmo pela instalação de kits clandestinos.

Parte dos acidentes decorrem também da utilização de gás de cozinha ou Gás Liquefeito de Petróleo (GLP) no lugar do Gás Natural Veicular, o que é completamente errado e perigoso. O gás de cozinha é projetado para suportar uma pressão muito inferior ao do GNV, assim, em nenhuma hipótese pode substituir o GNV pelo GLP.

Conclui-se, portanto, que, não se trata de uma simples instalação do kit GNV, há passos essenciais e certos cuidados a serem adotados, mas que garantirão maior durabilidade do kit e evitarão possíveis acidentes.

Fique por dentro de nossas notícias e atualizações. Acompanhe-nos nas redes sociais.

Amanda Aparecida Espigarolli Silva, Estagiária de Direito. Graduanda pelo Centro Universitário Toledo de Presidente Prudente/SP.

Comente essa publicação

Fale Conosco