Publicações
Notícias
22 / Dez / 2020
F1 confirma uso de combustíveis sustentáveis em 2021 mirando neutralizar emissões de carbono.

F1 confirma uso de combustíveis sustentáveis em 2021 mirando neutralizar emissões de carbono.

A Fórmula 1 confirmou na quinta-feira (17) mais um passo para um esporte que agride menos o meio ambiente ao neutralizar as emissões de CO2: a adoção de um combustível sustentável a partir de 2021. Se unindo a uma proposta da FIA que tem o objetivo de zerar suas emissões de carbono até o final da década, as primeiras mudanças serão vistas já a partir da próxima temporada.

A mudança foi aprovada na reunião da Comissão Mundial do Esporte a Motor da FIA, sendo um trabalho em conjunto com os esforços da Organização das Nações Unidas e o Comitê Olímpico Internacional para tornar o mundo esportivo mais sustentável, seguindo o que foi ditado pelo Acordo de Paris, tratado ambiental assinado em 2016. As montadoras responsáveis pelas produções das unidades de potência da categoria (Mercedes, Ferrari, Honda e Renault) começaram a receber os primeiros insumos do combustível, para o desenvolvimento já para o próximo ano.

A F1 também visa outras iniciativas que devem ser introduzidas no esporte nos próximos anos, como a medição da pegada de carbono das equipes e aplicação de outras tecnologias sustentáveis.

O presidente da FIA, Jean Todt, afirmou que a mudança representa um novo passo para a F1. "A FIA assume a responsabilidade de liderar o esporte a motor e a mobilidade em direção a um futuro de baixa emissão de carbono para reduzir os impactos ambientais de nossos eventos, contribuindo para um planeta mais verde".

"Ao desenvolver combustíveis sustentáveis a partir de resíduos biológicos que podem alimentar a F1, estamos dando um pontapé inicial". Mesmo com a mudança no futuro, Ross Brawn, diretor esportivo da F1, afirmou que o modelo atual deve passar por alterações já em 2021.

Autor/Veículo: Fecombustíveis

Comente essa publicação

Fale Conosco