Publicações
Notícias
04 / Mai / 2021
Governo volta a cobrar PIS/Cofins do diesel, imposto subirá R$ 0,31.

Governo volta a cobrar PIS/Cofins do diesel, imposto subirá R$ 0,31.

Com o fim da isenção de PIS/Cofins, no sábado (1º), o imposto do diesel nas refinarias deve subir R$ 0,31 por litro.

Desde o início do ano, a Petrobras já aumentou o preço do diesel em cerca de 36%. A política de preços da companhia segue os valores internacionais do petróleo, cobrados em dólar.

A isenção do PIS/Cofins para o diesel por dois meses começou em 1º de março. Foi anunciada pelo governo como medida para tentar segurar o avanço no preço do combustível e para acalmar as pressões de caminhoneiros, que são base de apoio do presidente Jair Bolsonaro.

As medidas tomadas pelo governo para tentar segurar o diesel não resultaram em quedas significativas no valor pago pelos motoristas nos postos. No fim das contas, o preço final do diesel teve redução de apenas R$ 0,03 por litro entre o início de março e a metade de abril.

Em meio à dificuldade do governo de controlar o preço do combustível, a Petrobras anunciou nesta sexta-feira (30) reduções de 2,1% no preço do diesel e 1,9% no preço da gasolina. A partir deste sábado, segundo a companhia, o preço médio do diesel nas refinarias cairá para R$ 2,71, o que equivale a uma queda de R$ 0,06. Já a gasolina cairá R$ 0,05, para R$ 2,59 por litro.

Esses são os preços cobrados nas refinarias. Os postos são livres para aplicar ou não o reajuste, e na porcentagem que desejarem.

"Nós (postos) não temos como absorver nenhum tipo de aumento, porque já trabalhamos com margens muito pequenas. Nos últimos dez anos, nossa margem caiu 40%. Já estamos no osso, no limite. Os postos não vão conseguir absorver parte desse aumento. Geralmente, repassamos imediatamente para o consumidor o preço que vem da distribuidora," afirmou Miranda.

Os donos de postos devem repassar a alta para o preço do combustível na bomba, segundo o presidente da Fecombustíveis, Paulo Miranda Soares.

Norma publicada no dia 23 de fevereiro no Diário Oficial da União (DOU), pelo presidente Jair Bolsonaro, que obriga postos de combustíveis em todo o país a informar a composição do valor cobrado na bomba em painel em local visível.

Lembramos que o fim da isenção de PIS/COFINS incidente sobre o Diesel impactará diretamente nas informações constantes do Painel de Informações ao Consumidor, exigido pelo Decreto 10.634/2021, devendo ser atualizado imediatamente pelos Postos Revendedores para o fim de considerar o respectivo aumento.

Autor/Veículo: Economia UOL.

Comente essa publicação

Fale Conosco