Publicações
Notícias
07 / Jan / 2021
Os impactos da vacina no setor de distribuição de combustível.

Os impactos da vacina no setor de distribuição de combustível.

Inicia-se uma nova década e o cenário se mostra positivo. A notícia do surgimento de uma possível vacina eficaz contra o SARS-CoV-2 faz nutrir a esperança da população em geral e de diversos setores que movimentam a economia, em especial, o mercado de distribuição de combustíveis.

À medida que o isolamento social foi imposto, a demanda por combustível (derivados de petróleo e etanol) caiu drasticamente, tal providência impactou sobremaneira o setor, transpassando a cadeia de produção e atingindo distribuidoras, revendedores e consumidores. As empresas brasileiras ainda estão tentando mensurar o impacto da devastação causada pela Covid-19, todavia, o horizonte parece ser mais límpido do que outrora se identificava.

Atualmente já é possível detectar uma retomada no preço dos combustíveis. A Petrobrás anunciou no último dia 28/12 um reajuste de 5% para a gasolina comum e 4 % para o óleo diesel[1] nas refinarias; no entanto, especialistas alertam que ainda há defasagem no valor atual ante o ao praticado mercado externo.

Sabe-se que em uma economia global inúmeros fatores devem ser considerados, sobretudo a temas de extrema sensibilidade como a questão relativa ao preço do barril do petróleo. De acordo com matéria veiculada pelo jornal Estadão[2], há uma visão otimista do produtores, que indicam um aumento substancial da produção na 2ª metade de 2021.

Com efeito, ao passo que as estratégias acerca de um plano de vacinação forem concretizadas, a tendência é que o cenário se torne cada vez mais positivo, ocasionando uma retomada na demanda por combustíveis e, por conseguinte, a recuperação da economia a nível nacional, uma vez que o Brasil vem avançando o nível de consumo de combustíveis ano após ano[3] (com exceção de 2020). Portanto, parece ser questão de tempo para que tudo volte ao normal.

Autor: Afonso Henrique Mativi, Assistente Jurídico na Amaral Brugnorotto Sociedade de Advogados, bacharelando em Direito pelo Centro Universitário Antônio Eufrásio de Toledo de Presidente Prudente.

[1] http://Cf. https://g1.globo.com/economia/noticia/2020/12/28/petrobras-eleva-diesel-em-4-e-gasolina-em-5-a-partir-de-terca-feira.ghtml

[2] Cf. https://einvestidor.estadao.com.br/mercado/vacina-petroleo-otimismo-2021/

[3] Em 2019, 140 bilhões de litros de combustíveis foram vendidos no mercado brasileiro. Leia mais: Consumo de combustíveis no Brasil tem aumento de 2,89% em 2019, aponta a ANP – Cf. Diário do Comércio Em: https://diariodocomercio.com.br/economia/consumo-de-combustiveis-no-brasil-tem-aumento-de-289-em-2019-aponta-a-anp

Comente essa publicação

Fale Conosco