Publicações
Notícias
07 / fev / 2023
Preço da gasolina sobe 3% nos postos com repasse de reajuste da Petrobras?

Preço da gasolina sobe 3% nos postos com repasse de reajuste da Petrobras?

O preço médio da gasolina nos postos brasileiros subiu 3% na última semana e atingiu R$ 5,12 por litro, de acordo com a pesquisa da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis). O aumento é resultado dos repasses do reajuste de 7,4% anunciado pela Petrobras em 24 de janeiro em suas refinarias.

Na semana anterior, a ANP não conseguiu registrar os repasses, já que sua coleta de dados é realizada nos primeiros dias da semana, enquanto o reajuste entrou em vigor na quarta-feira, dia 25. A agência detectou a gasolina mais cara no país em Itatiba (SP), a R$ 8,19 por litro, e a mais barata em Lorena (SP), a R$ 4,12 por litro.

O aumento na gasolina cria uma dificuldade para o governo, que precisa decidir ainda em fevereiro se retomará a cobrança de impostos federais sobre o produto. A isenção fiscal autorizada pelo governo Jair Bolsonaro durante a campanha eleitoral foi prorrogada por Lula por 60 dias.

Por outro lado, o preço interno da gasolina está atualmente mais alto do que a paridade de importação, conceito que simula o custo de importação do combustível. De acordo com a Abicom (Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis), o preço médio da gasolina nas refinarias brasileiras está 6%, ou R$ 0,18 por litro, acima da paridade de importação.

No caso do diesel, a diferença é ainda maior: 14%, ou R$ 0,56 por litro. A manutenção desse cenário pode ajudar a nova direção da Petrobras a promover cortes em suas refinarias. De acordo com a ANP, o preço do diesel S-10 permaneceu praticamente estável na última semana, a R$ 6,39 por litro, apenas R$ 0,01 acima do praticado na semana anterior.

O combustível vinha em queda há três semanas. O preço do gás de cozinha também manteve-se estável, a R$ 108,20 por botijão de 13 quilos. No Amazonas, onde o preço disparou após a privatização da refinaria local, o valor subiu 0,4%, para R$ 123,63 por botijão. Já o preço do etanol subiu 1%, para R$ 3,82 por litro.

Autor/Veículo: Folha de São Paulo e Federação Nacional do Comércio de Combustíveis e de Lubrificantes (Fecombustíveis

Comente essa publicação

Fale Conosco