Publicações
Notícias
21 / Jan / 2022
Você sabe qual a diferença entre gasolina comum, gasolina aditivada e gasolina premium?

Você sabe qual a diferença entre gasolina comum, gasolina aditivada e gasolina premium?

Tornou-se comum ao abastecer o carro o frentista perguntar ao consumidor qual tipo de gasolina deseja adquirir, isso porque, os postos de serviços têm passado a ofertar cada vez mais opções de gasolina, tais como: Comum, Podium, V-Power, Aditivada, Octapro, dentre outras.

E uma das principais sensações que o consumidor sente após o abastecimento com uma delas é de que seu carro vai sair dali fritando pneus e batendo recordes de desempenho e economia. Entretanto, sinto informar, mas a realidade não é bem essa.
Atualmente, a gasolina recebe denominações diversas criadas pelas distribuidoras, com objetivo principal de captar cliente através do marketing.
A Gasolina Comum, tecnicamente identificada como "tipo C", é vendida em todos os postos de combustíveis. Essa gasolina leva adição de 27% de etanol anidro (sem água) e é obtida a partir da gasolina do "tipo A", que não tem nenhuma adição de etanol (gasolina pura), e não pode ser vendida em postos.
A gasolina comum, do tipo C, não recebe nenhum aditivo além do etanol, e por isso tem coloração amarelada. Tanto que, antigamente, era conhecida como "gasolina amarela". Isso nos anos 70 e 80, quando a gasolina mais nobre (e mais cara) tinha coloração azulada.

Acima da gasolina comum aparecem os combustíveis aditivados que possui ação detergente. Além da adição de etanol, que é obrigatória, essa gasolina recebe também detergentes e dispersantes em sua composição.
Teoricamente, esses componentes têm a função de limpar o interior do motor, como formações de carvão em válvulas e câmaras de combustão, por exemplo.
Esse tipo de combustível tem também algum corante, para diferenciá-lo da gasolina comum. Geralmente, ela tem a mesma octanagem da comum, mas pode haver alguma diferença, dependendo da distribuidora.

Acima das gasolinas aditivadas estão os combustíveis conhecidos popularmente como "premium". Sua principal característica é a maior octanagem. Ela é indicada para motores mais avançados tecnicamente. Ao contrário do que algumas propagandas procuram insinuar, as gasolinas "premium" não aumentam a potência do motor, nem melhoram o desempenho do automóvel. Apenas extraem o melhor do propulsor, que normalmente já é de alto desempenho.
A gasolina do tipo premium deve ser utilizada em automóveis que foram desenvolvidos para funcionar com ela, especialmente os esportivos importados. Essa orientação costuma estar no manual do veículo e na tampa do reservatório.
Utilizar combustível comum ou aditivado em automóvel feito para trabalhar com gasolina de maior octanagem pode resultar em piora de desempenho. Mas o inverso não ocorre. Carro desenvolvido para funcionar com gasolina comum não vai andar mais com a premium. Ela custa mais e não trará benefícios para o motor.
Cada distribuidora tem um nome próprio para a gasolina especial. Na rede BR, por exemplo, ela é chamada de Podium. Na rede Ipiranga, ela é batizada de Octapro, numa alusão à maior octanagem. A Shell batiza a sua gasolina premium de V-Power Racing.

Em verdade a economia de combustível e desempenho do carro está mais associado a forma de dirigir do que o tipo de gasolina escolhido!

Fique ligado para mais dicas.

Renata Marques Costa Oliveira, Advogada Associada na Amaral Brugnorotto Sociedade de Advogados, graduada pelo Universidade do Oeste Paulista de Presidente Prudente/SP, Pós-Graduada em Direito Processual Civil, Direito do Trabalho e Processo do Trabalho pela Instituição Toledo de Ensino- ITE Bauru/ SP.

Comente essa publicação

Fale Conosco